feliz

Calmo e com uma pitada de q.b. era assim que eu desajava que fossem sempre os meus fins de semana.
Infelizmente quase que me dá RAIVA sabendo que J. , M. e o seu primo vão numa expedição de uma semana até às Asturias e este ano terei de faltar devido aos meus novos compromissos.

Porque é que o Pendurado me persegue? Felizmente a Força e a Estrela dominam num campo de espadas.

Quero falar com X hoje

O ninho toma formato, infelizmente só à custa do suor dos meus room mates. Nas traseiras Bob adormece melancólico mas compreensivo.

Só ontem reparei no quanto belo é o panorama das traseiras. Um verdadeiro cenário dos Jardins Suspensos da Babilónia que sobem a encosta íngreme empequenas gavetas com arvores diferentes e até exóticas. Antes as minhas vistas eram mais ao gosto de um voyeur do que de um psicótico. Agora vou poder dar deixar a minha imaginação fluir e viajar no respeitando os deuses-demónios. Lembrar-me de luxúrias já vividas de esravatura e de sacrifícios. Vou poder recordar-me de quando fui um semi-deus com poder sobre a de outros desgraçados com fome de sangue.

Infelizmenet o meu nariz está como uma comporta cheia alheio ao de Agosto. A minha cabeça estoura e o lenço é uma ferramenta de de trabalho…

O mar de gente que pulula pelas ruas da grande cidade deixa-me cada vez mais indiferente. Ainda ontem não sequer me espantei com uma Drag Queen que vi no metro, e que exibia quatro piercings faciais e vestia uma camisola rosa florescente bem justa. É já quase natural ver gente gira e/ou exótica e deixo o meu provincianismo de lado. As grandes cidades tem a característica estranha de assimilarem e banalizarem qualquer excentricidade a ponto de ser a coisa mais natural do . Qualquer um pode passar despercebido. Mas por outro lado há o indigente na esquina que dorme debaixo de um cartão e é ignorado como se fosse a coisa mais natural do mundo.

Ambos são efeitos secundários do formigueiro em larga escala que é esta cidade. Não gosto de ser formiga.

E. e Ma. estão felizes e foi bom estar com eles. telefonei a M. e soube que está a tentar cativar uma amiga. Faz essa!, como diria o meu irmão.
Falei com X. e fiquei contente pois é sempre optimo ouvir uma palavra amiga. X. acaba sempre por me dar alento
S. tá em . Tenho pena de falar pouco com S. ultimamente.