Natal

Depois de um fim de semana exigente, dou-me conta que desta vez a festa do solesticio de Inverno não me está a atormentar particularmente como noutros anos.
Quando penso nesta ausência de pré-natalício não vejo nenhuma explicação a não sei a inevitável influência da minha cara metade que vibração com qualquer alusão à época do velhinho das coca-cola. Não tenho feitio para ser o desmancha-prazeres encartado em serviço permanente e por isso forçosamente vou assistindo com mais benevolência ao preparativos mais ou menos frenéticos da quadra. 
Mas tudo isto só é suportável bem
longe das catedrais de consumo como é lógico!

Apesar de estar com vários dias …erh … blogs de atraso que vou recuperar em breve, não podia deixar passar esta efeméride de natal que também é aniversário de M.

E lembra-te:

Life’s a bitch and then you die

não é verdade!

Ainda vai a meio e já tenho pena de deixar a pérola. É certo que com alguns exageros alternados com prática de exercício, paisagens deslumbrantes, comezainas e novos amigos e amigas.

O Pico do Arieiro era o alvo de hoje após uma subida pelo Poiso, mas a neblina não permitiu ver nada. Mesmo assim ontem foi de matar qualquer criancinha com a malukeira das Vespas depois de uma subida ao molhe mais a chavelha loira que me partiu todo. oh oh ! O Pai Natal chegou mais cedo… tenho que me deixar destas coisas 🙂

Vou agora comer algo e alá que a noite é uma criança. E depois amanhã acorda-se cedo que isto de dormir…

you´ll sleep when you´re dead!

.

E venha a levada ! ! !
e tenho que comprar botas para isso!
Anima DomQ